Mitos sobre o Estresse

Existem falsos mitos em relação ao estresse. Uma das crenças mais populares é que sempre esta sensação é algo ruim, mas na verdade, ter um pouco de estresse em níveis saudáveis, pode ajudar-nos a ser produtivos. É por isso que ente artigo vamos ver alguns dos conceitos mais enraizados que estão longe de ser 100% certos. A Associação Psicanalítica Americana (APA) indica que esta emoção para os seres humanos é como "a corda de um violino", como se há muito pouca tensão, o som é "desligado e sem afinação", mas se há demasiada pode tornar-se "estridente" e a corda pode chegar a quebrar. É, por isso, a chave é saber lidar com isso, já que ter um pouco de estresse nos ajuda a ser mais produtivos e estar de bom humor, mas, se o estresse não é o que controla, é realmente prejudicial É verdade que estamos vivendo tempos muito difíceis, mas é possível realizar algumas estratégias para não se sentir tão sobrecarregado. Uma maneira de fazer isso é definir prioridades e não tentar encontrar uma solução para todos os problemas de forma simultânea. Em tempos difíceis, é melhor estabelecer pequenos objectivos a curto prazo Este é outro mito, o que pode dificultar, em grande medida, o correto manejo da emoção. Disfarçar o stress com medicamentos pode ser um obstáculo para ver os sintomas do estresse e ver os possíveis transtornos em seus sistemas fisiológico e psicológico. Por isso, devemos prestar atenção aos sintomas secundários, como por exemplo dores de cabeça ou a acidez do estômago, já que estes sintomas repetidas vezes, podem indicar que você não está tomando as rédeas de sua vida e que você precisa de ajuda Alguns fatores que podem causar estresse em algumas pessoas não o fazem em outras. Cada pessoa responde de uma forma diferente às situações da vida. Por este motivo, não deve ser uma distribuição para esta sensação como única e, por isso, também não há uma solução mágica para mitigarla. O estresse também pode ocorrer por tomar alguns medicamentos ou substâncias que causam dependência. Entre os medicamentos estão algumas inaladores para asma, comprimidos para tratar a tireoide, comprimidos para perder peso ou até mesmo alguns medicamentos para combater o frio. Drogas como a cocaína, ou mesmo o tabaco, a cafeína e o álcool podem aumentar as manifestações do quadro estressante Combater o stress não deve ser sempre uma tarefa difícil, já que existem maneiras divertidas para lidar com isso. O esporte é uma das melhores maneiras de combater o stress, além das disciplinas típicas como o ioga, a meditação ou o tai chi. Você também pode tentar inscrever-se para aulas de pintura, artesanato, aprender a tocar um instrumento ou ouvir música para relaxar. Fazer pequenas pausas durante a jornada de trabalho, reservar um pouco de tempo livre durante o dia e se divertir com familiares e amigos pode ser uma verdadeira terapia para aliviar o estresse Às vezes, o que pode parecer uma tensão momentânea que depende do contexto, pode vir de um problema mais grave, como por exemplo, transtorno de estresse pós-traumático (PTSD), distúrbio obsessivo-compulsivo ou um ataque de pânico. É por isso que, se persistirem os sintomas do estresse por mais de quatro semanas, deve-se recorrer a um especialista. Não há uma solução mágica para aliviar o estresse, que seja eficaz na forma padronizada, por isso cada pessoa deve procurar um programa adaptado às suas necessidades e à sua personalidade. Por exemplo, todas as pessoas não gostam de sentir-se bem as técnicas de relaxamento e podem preferir outros métodos, como caminhar ou ao realizar um trabalho manual. O estresse não só pode derivar das obrigações e o trabalho: as crianças também podem sofrer de estresse, seja por mudanças positivas – como começar uma nova atividade – ou negativos, como a morte de um ente querido ou a doença de um familiar. Estas situações devem ser tratadas com o máximo cuidado, para poder chegar a controlar e superar tal estresse